Atendimento

Segunda a Sexta: 8h30 às 17h30
Sábado das 8h30 às 12h30
 

Sincomerciários efetua pagamento de R$ 72 mil de ação ajuizada há 14 anos

 
 
 

ARAÇATUBA (10/AGOSTO/2020) -  Uma ação trabalhista demora anos para ter um desfecho. Às vezes, mesmo depois de esgotadas todas as possibilidades de recurso, o trabalhador espera anos para receber o que lhe é de direito. É o caso do ex-comerciário M.C.E.G, que entrou com uma ação reclamatória em 2006, quando tinha 16 anos, e hoje, aos 32, recebeu R$ 72 mil depois de passar por sérias dificuldades financeiras. A ação obteve êxito graças ao empenho do departamento jurídico do Sindicato dos Comerciários de Araçatuba e Região.

M.C.E.G. sofreu um acidente de trabalho em 2006, perdeu parte do dedo indicador da mão direita, pediu demissão, a empresa fechou e ele não foi indenizado pelo dano sofrido. “A empresa não ajudou nem com os remédios usados no tratamento”, recorda o ex-comerciário, que à época procurou o Sincomerciários, que entrou na Justiça Trabalhista com uma ação reclamatória de indenização por danos estéticos, materiais e morais. A sentença foi favorável ao trabalhador e transitou em julgado em agosto de 2016, dez anos depois de ajuizada.

Mesmo com sentença favorável, M.C.E.G. não foi indenizado de imediato porque a empresa não existia mais e seus sócios não possuíam bens para penhora. Outra ação trabalhista contra os mesmos sócios havia penhorado um imóvel em Ribeirão Preto (SP) e o excedente daquele crédito foi remanejado para quitar a dívida com o ex-comerciário. Atualmente, a indenização girava em torno de R$ 81 mil, mas a transferência do crédito no imóvel penhorado foi de R$ 72 mil. A ação teve início com um valor estimado em R$ 36 mil.

De posse do dinheiro, o Sincomerciários teve a complicada tarefa para localizar M.C.E.G., que havia trocado de celular e seu local de trabalho era desconhecido. Devido ao empenho do Jurídico do sindicato, ele foi localizado em meados do mês passado e o pagamento foi efetuado no dia 31 de julho último. O ex-comerciário disse que tinha esperança de um dia receber, embora admitisse dificuldade para isso. Mesmo com a demora, o dinheiro veio em momento em que muitos trabalhadores estão perdendo o emprego ou tiveram o salário reduzido devido à crise provocada pela covid-19.

Nos 14 anos de espera, o ex-comerciário passou por sérios problemas financeiros. Um de seus quatro filhos teve problemas de saúde, que o obrigou a se tornar inadimplente até com a taxa de condomínio do residencial onde mora. Dos R$ 72 mil que recebeu, ele vai usar cerca de R$ 10 mil para pagar dívidas e o restante pretende investir. M.C.E.G. reconheceu a importância do Sincomerciários durante todo o processo. “O sindicato cumpriu com 100% de suas finalidades”, afirmou.


FONTE:
Antônio Soares dos Reis
Assessoria de Imprensa

 

Sede Administrativa
Rua Bandeirantes 800 - Centro
Araçatuba - SP | CEP: 16010-090
(18) 3301-9374 / 3301-9375 / 3301-9376

 
Horário de atendimento:
Segunda a Sexta das 8h30 às 17h30
Sábado das 8h30 às 12h30
E-mail: sec.ata@terra.com.br
Desenvolvido por Dias Design Propaganda